fbpx
Tudo sobre CBD

Tratamento com cannabis medicinal reduz dores de cabeça

Tratamento com cannabis medicinal reduz dores de cabeça? As dores de cabeça, sintomas de problemas orgânicos (musculares, vasculares e neurológicos) ou psicológicos, afetam pessoas de diversas faixas etárias pelo mundo todo e podem ter seu incômodo diminuído com o uso do CBD. O que são Dores de Cabeça? Ter dor de cabeça é comum, mas […]

Conteúdo escrito e revisado
Medicina In Comitê Científico, atualizado em 5 de dezembro de 2021
cannabis medicinal para tratamento de dores de cabeça

Tratamento com cannabis medicinal reduz dores de cabeça? As dores de cabeça, sintomas de problemas orgânicos (musculares, vasculares e neurológicos) ou psicológicos, afetam pessoas de diversas faixas etárias pelo mundo todo e podem ter seu incômodo diminuído com o uso do CBD.

O que são Dores de Cabeça?

Ter dor de cabeça é comum, mas não é normal, segundo a Sociedade Brasileira de Cefaleia. Esta definição reflete o cenário das dores de cabeça no Brasil — 81% das pessoas que sofrem com os sintomas dizem se automedicar.  

O tratamento tradicional costuma variar conforme o tipo de dor e consiste na administração de medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios ou outras medicações voltadas para o objetivo de combater o mal-estar. 

Baseado em pesquisas científicas, o uso de remédios à base de Cannabis medicinal vem se tornando uma alternativa viável graças às propriedades analgésicas e anti-inflamatórias do composto. 

Além de reduzir os sintomas e evitar a dependência química resultante da baixa eficácia do tratamento tradicional, a pessoa poderá usufruir de mais qualidade de vida após passar anos sofrendo com dores de cabeça intermináveis.  

Tipos mais comuns de dores de cabeça

  • Dor de cabeça tensional 

Causada pela rigidez muscular do pescoço, costas ou couro cabeludo, pode ser resultado de histórico associado à má postura, estresse, ansiedade ou posição inadequada durante o sono. 

Geralmente, os sintomas apresentados são dores que variam de intensidade leve a moderada, como se a cabeça estivesse sofrendo algum tipo de pressão, afetando os dois lados da nuca ou da testa, provocando assim excesso de sensibilidade nos ombros, pescoço e couro cabeludo, assim como à luz e ao ruído. 

  • Enxaqueca 

Caracterizada por uma dor de cabeça intensa e latejante, pode vir acompanhada por náuseas, vômitos, tontura e sensibilidade à luz. 

A dor pode variar tanto na intensidade (de moderada a severa), como na duração (minutos, horas ou, em alguns casos, chegar a permanecer por até 72 horas). 

Às vezes, pode afetar apenas um lado da cabeça e produzir sintomas incapacitantes, como visão comprometida, sensibilidade a determinados aromas e, principalmente, dificuldade de concentração.

Tratamento tradicional 

Entre as dores de cabeça, com relação à dor de cabeça tensional, há a recomendação de tentativa de relaxamento por massagem no couro cabeludo e banho quente. Caso não haja êxito, um médico deverá ser procurado para buscar orientação profissional. 

Medicamentos analgésicos como Paracetamol, Ibuprofeno e Aspirina são os mais prescritos para este tipo de sintomas. 

Quanto à enxaqueca, os analgésicos também são prescritos, além dos anti-inflamatórios, que ajudam a diminuir a dor. 

Vale ressaltar que outros tipos de drogas são receitadas para casos em que a intensidade não seja reduzida com sucesso, como os triptanos (Zomig, Naramig e Sumax), responsáveis por promover a contração dos vasos da corrente sanguínea e, consequentemente, bloquear a dor.

Tratamento com Cannabis medicinal reduz dores de cabeça

De acordo com um estudo liderado por Carrie Cuttler, professora assistente do departamento de psicologia da Universidade do Estado de Washington, nos EUA, o tratamento à base de Cannabis medicinal pode reduzir os impactos causados pela dor de cabeça em 47,3% e a intensidade da enxaqueca em 49,6%.

“Ficamos motivados para fazer este estudo porque um número substancial de pessoas diz que usa Cannabis para dor de cabeça e enxaqueca, mas surpreendentemente poucos estudos tocam nesse assunto”, diz Cuttler.

No estudo, os pesquisadores analisaram dados de arquivo do aplicativo Strainprint, que permite aos pacientes rastrear os sintomas antes e depois de usar a Cannabis medicinal comprada de produtores e distribuidores canadenses. 

A informação foi enviada por mais de 1.300 pacientes que usaram o aplicativo mais de 12.200 vezes para rastrear mudanças na dor de cabeça antes e depois do uso do composto, e outros 653 que usaram o app mais de 7.400 vezes para detectar mudanças na intensidade da enxaqueca.

“Queríamos abordar isso de uma forma válida, olhando para pacientes reais usando Cannabis de planta inteira para se medicar em suas próprias casas e ambientes”, afirma Cuttler. 

Cuttler e seus colegas não observaram evidências de que a substância tenha causado “dor de cabeça por uso excessivo” — um problema causado pelos tratamentos convencionais, que, com o tempo, podem piorar as dores de cabeça dos pacientes. No entanto, eles viram pacientes usando doses maiores de Cannabis ao longo do tempo, indicando que podem estar desenvolvendo tolerância à substância.

Visto que a cannabis é composta por mais de 100 canabinoides, esta descoberta sugere que diferentes canabinoides ou outros compostos podem desempenhar um papel central no alívio da dor de cabeça e da enxaqueca.

“Minha esperança é que isso pelo menos dê aos pacientes de Cannabis medicinal e aos seus médicos um pouco mais de informações sobre o que eles podem esperar do uso daquele composto para controlar essas condições”, completa Cuttler.

A importância de um acompanhamento especializado 

Para garantir a eficácia do tratamento com cannabis meidinaz para dores, como a enxaqueca, é importante contar com um acompanhamento especializado de médicos experientes.

Com o Medicina In você encontra médicos com experiência  em cannabis e realizam um  acompanhamento personalizado   para proporcionar qualidade de vida e bem-estar.

Faça a sua consulta on-line e tire todas as suas dúvidas sobre o tratamento, benefícios e como cuidar da sua saúde.

IMPORTANTE: Este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida. Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.