fbpx
Tudo sobre CBD

Canabinoides: o que são, quais os tipos, indicações e benefícios do uso

Os canabinoides são uma classe de compostos naturais encontrados na planta de Cannabis, com propriedades terapêuticas que têm ganhado destaque na medicina moderna.  Neste texto, exploraremos o mundo dos canabinoides, seus tipos, indicações, benefícios, e como eles afetam o corpo humano. Afinal, o que são Canabinoides? Os canabinoides são substâncias químicas naturais encontradas na Cannabis […]

Conteúdo escrito e revisado
Medicina In Comitê Científico, atualizado em 18 de outubro de 2023
uso do canabidiol

Os canabinoides são uma classe de compostos naturais encontrados na planta de Cannabis, com propriedades terapêuticas que têm ganhado destaque na medicina moderna. 

Neste texto, exploraremos o mundo dos canabinoides, seus tipos, indicações, benefícios, e como eles afetam o corpo humano.

Afinal, o que são Canabinoides?

Os canabinoides são substâncias químicas naturais encontradas na Cannabis sativa, que interagem diretamente com o sistema endocanabinoide do corpo humano. Esse sistema regula funções como apetite, sono, dor e resposta imunológica.

História dos Canabinoides e seu uso medicinal

A história dos canabinoides remonta a milênios e tem raízes profundas em diferentes culturas ao redor do mundo. 

Vamos explorar essa fascinante jornada detalhadamente, para que você entenda melhor:

1. Uso antigo em diferentes culturas

Canabinoides, como o THC e o CBD, são compostos naturais encontrados na planta de Cannabis, que tem sido cultivada e usada há milênios em várias culturas. Registros históricos sugerem que a planta era usada tanto para fins medicinais quanto rituais.

  • Antigo Egito: Há evidências de que os egípcios já utilizavam a Cannabis para alívio de dor e outros problemas de saúde.
  • China Antiga: Na China, a Cannabis era mencionada em textos médicos datados de mais de dois mil anos atrás. Ela era usada para tratar uma variedade de condições, incluindo reumatismo e malária.
  • Medicina Ayurvédica: Na Índia, a Cannabis era um componente da medicina Ayurvédica. Acredita-se que tenha sido utilizada para tratar uma ampla gama de doenças.

2. Expansão global

Com o tempo, a Cannabis começou a se espalhar por diferentes partes do mundo, levando com ela o conhecimento sobre seus usos medicinais. Ela se tornou uma das plantas mais amplamente cultivadas para fins medicinais e rituais.

3. Uso recreativo e Medicinal no ocidente

No século 19, a Cannabis ganhou popularidade no Ocidente como um medicamento vendido em lojas de ervas e farmácias. Médicos prescreviam produtos de Cannabis para tratar uma série de doenças, incluindo enxaqueca, dor crônica e até mesmo histeria.

4. Proibição e Estigmatização

No entanto, no século 20, o cenário mudou drasticamente. A Cannabis foi estigmatizada devido a preocupações com o seu uso recreativo, o que levou à proibição em muitos países. O Ato de Impostos sobre a Maconha, nos Estados Unidos, em 1937, marcou o início da proibição a nível federal.

5. Redescoberta Terapêutica

Nas últimas décadas, os canabinoides têm sido redescobertos para fins terapêuticos. Pesquisas científicas começaram a identificar os compostos específicos presentes na Cannabis e seus efeitos sobre o corpo humano.

6. Legalização e Crescimento da Indústria

Em vários países, a legalização da Cannabis para fins medicinais e, em alguns casos, recreativos, tem permitido o crescimento da indústria de canabinoides. O reconhecimento de seus benefícios medicinais levou a avanços no desenvolvimento de produtos e tratamentos à base de canabinoides.

7. Pesquisa Contínua

A pesquisa sobre canabinoides continua a expandir-se, abrindo novas portas para seu potencial terapêutico. Estudos científicos têm explorado os efeitos dos canabinoides no tratamento de uma série de outras condições médicas.

Para que servem os Canabinoides?

Os canabinoides têm um amplo espectro de aplicações terapêuticas, incluindo o tratamento de:

  • Dor crônica;
  • Fibromialgia;
  • Transtorno do estresse pós-traumático (TEPT);
  • Esquizofrenia;
  • Enxaqueca;
  • Síndrome do intestino irritável (SII);
  • Artrite;
  • Epilepsia;
  • Transtornos de ansiedade;
  • Doença de Parkinson;
  • Esclerose Múltipla;
  • Artrite;
  • Doença inflamatória intestinal (como a doença de Crohn e colite ulcerativa);
  • Transtorno do espectro autista (TEA);
  • Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH);
  • Distúrbios do sono (insônia, apnéia do sono, etc.);
  • Transtorno bipolar;
  • Doença de Alzheimer;
  • Náuseas e vômitos relacionados à quimioterapia;
  • Dores de cabeça e enxaquecas;
  • Dependência de substâncias (tratamento de sintomas de abstinência).

Receptores canabinoides e seu funcionamento no corpo humano

O corpo humano possui receptores canabinoides, conhecidos como CB1 e CB2. 

Sistema endocanabinoide

Quando os canabinoides se ligam a esses receptores, eles afetam a transmissão de sinais no cérebro, aliviando a dor e regulando outras funções.

O que é o sistema endocanabinoide?

O sistema endocanabinoide, como visto acima é um sistema de sinalização molecular que desempenha um papel crucial na manutenção do equilíbrio do corpo, conhecido como homeostase.

Principais efeitos dos canabinoides no corpo

Os canabinoides podem causar uma variedade de efeitos, incluindo relaxamento, euforia, aumento do apetite, redução da dor e da inflamação, além de melhora do sono.

Como os canabinoides atuam no corpo humano?

Os canabinoides, quando ingeridos, inalam-se ou aplicam-se na pele, interagem com o sistema endocanabinoide. Eles ativam ou bloqueiam os receptores canabinoides, desencadeando respostas específicas no corpo.

Efeitos terapêuticos dos canabinoides

O canabidiol (CBD), é um dos canabinoides mais promissores e tem sido associado a uma variedade de benefícios, como redução da dor, ansiedade e tratamento de convulsões.

Efeitos colaterais dos canabinoides

Apesar de poucos, existem alguns efeitos colaterais do canabidiol, porém muito leves. Veja quais podem ser os efeitos colaterais com uso do canabidiol.

  • Sonolência
  • Dor de cabeça
  • Alteração do apetite
  • Diarreia

No entanto, além de serem muito mais brandos do que os efeitos colaterais causados por medicamentos tradicionais usados para o tratamento das mesmas patologias, grande parte desses efeitos pode ser facilmente eliminada com ajustes na dosagem, o que torna crucial o acompanhamento constante de um médico.

Tipos de canabinoides que existem

  • CBD (Canabidiol): Não psicoativo, usado para alívio da dor, ansiedade, convulsões e insônia.
  • CBN (Canabinol): Pode ser sedativo e útil no tratamento de insônia.
  • THC (Tetraidrocanabinol): Psicoativo, usado para alívio da dor, náusea e estimulação do apetite.
  • CBG (Canabigerol): Mostra potencial no tratamento de glaucoma e inflamação.
  • THCV (Tetraidrocanabivarina): Pode suprimir o apetite e ajudar no controle de peso.
  • CBDV (Canabidivarina): Estudos iniciais sugerem que pode ser eficaz no tratamento da epilepsia.
  • THCA (Ácido Tetraidrocanabinóico): Não psicoativo, potencialmente anti-inflamatório.
  • CBDA (Ácido Canabidiólico): Não psicoativo, pode ter propriedades antieméticas.

Veja o que dizem os estudos sobre o canabidiol

Benefícios do uso do canabidiol 

Existem várias áreas em que o CBD já demonstrou eficácia em termos de benefícios terapêuticos. Aqui estão alguns dos benefícios mais notáveis do uso do canabidiol:

  • 1. Alívio da Dor Crônica: O CBD tem propriedades analgésicas e anti-inflamatórias que podem ajudar a aliviar a dor crônica, como a associada à artrite, fibromialgia, dores de cabeça e dores musculares. Ele interage com o sistema endocanabinoide do corpo para modular a percepção da dor.
  • 2. Redução da Ansiedade e Depressão: O CBD demonstrou ter efeitos ansiolíticos e antidepressivos em estudos preliminares. Pode ajudar a reduzir os sintomas de ansiedade social, transtorno de ansiedade generalizada e depressão, proporcionando alívio para muitos.
  • 3. Tratamento de Epilepsia: O CBD é mais conhecido por seu sucesso no tratamento de formas raras e graves de epilepsia, como a Síndrome de Dravet e a Síndrome de Lennox-Gastaut. O medicamento Epidiolex, que contém CBD, foi aprovado pela FDA para tratar essas condições.
  • 4. Potencial no Câncer: Alguns estudos sugerem que o CBD pode inibir o crescimento de células cancerosas e ajudar na redução de náuseas e vômitos associados à quimioterapia. No entanto, mais pesquisas são necessárias para confirmar esses efeitos.
  • 5. Melhora do Sono: O CBD pode ajudar a melhorar a qualidade do sono, ajudando a reduzir a insônia e regular os ciclos de sono. Isso é especialmente útil para pessoas que sofrem de distúrbios do sono.
  • 6. Propriedades Neuroprotetoras: Há evidências de que o CBD pode ter propriedades neuroprotetoras, o que significa que pode ajudar a proteger o cérebro contra lesões e doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson.
  • 7. Redução da Pressão Ocular (Glaucoma): Estudos sugerem que o CBD pode reduzir a pressão intraocular, tornando-se uma opção potencial para o tratamento do glaucoma.
  • 8. Alívio de Sintomas de Esclerose Múltipla: O CBD pode ajudar a aliviar os sintomas da esclerose múltipla, como espasticidade e dor.
  • 9. Benefícios na Saúde da Pele: Produtos tópicos de CBD, como cremes e loções, têm ganhado popularidade devido à sua capacidade de ajudar na redução da inflamação e no tratamento de condições da pele, como acne e psoríase.
  • 10. Potencial Antipsicótico: O CBD mostrou propriedades antipsicóticas e pode ser usado no tratamento de transtornos psicóticos, como a esquizofrenia.

Leia mais sobre: Cannabis Medicinal

Como iniciar um tratamento com Canabidiol?

Antes de iniciar qualquer tratamento com canabinoides, é fundamental consultar um médico que tenha experiência em cannabis medicinal

Afinal, apenas eles podem orientar sobre a dosagem adequada e a escolha do tipo de canabinoide mais adequado.

E não se preocupe, pois encontrar um médico especialista em canabidiol no Brasil ficou muito mais fácil. Através do nosso site, você pode acessar a lista de médicos prescritores do CBD no país e agendar a sua consulta online, em apenas alguns cliques.

Onde comprar o óleo de canabidiol?

A compra de produtos à base de CBD deve ser feita em estabelecimentos respeitáveis e que cumpram as leis locais. Certifique-se de adquirir produtos de qualidade, preferencialmente com análises de laboratório disponíveis.

Já é possível comprar canabidiol em algumas farmácias populares, porém, é sempre necessário avaliar um outro fator importante: canabidiol preço.

Felizmente já existe uma farmácia especializada em medicamentos a base de canabidiol e, melhor, com atendimento online. Através da Farmácia In, você encontra uma variedade de marcas de CBD e pode consultar o que melhor cabe no seu bolso de acordo com a sua prescrição.

Conclusão

Em conclusão, os canabinoides, com destaque para o canabidiol (CBD), têm conquistado um lugar de destaque na medicina moderna devido aos seus benefícios potenciais no tratamento de uma variedade de condições médicas.

No entanto, é importante destacar que o uso de canabinoides deve ser supervisionado por um profissional de saúde qualificado, e as leis locais devem ser respeitadas, uma vez que a legalidade varia de um lugar para outro.

IMPORTANTE: Este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida. Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.
Posso ajudar?