fbpx
Depressão

Como funciona o Canabidiol para Depressão

Como funciona o canabidiol para depressão: A depressão pode ser uma doença devastadora, isso nós sabemos. Ela afeta milhões de pessoas no mundo todo, e estima-se que um em cada seis pessoas experimentará depressão em algum momento de suas vidas. Entenda aqui como funciona o canabidiol para depressão. Isto significa que muitas pessoas estão tomando […]

Conteúdo escrito e revisado
Medicina In Comitê Científico, atualizado em 15 de agosto de 2022
Canabidiol para depressão: como funciona

Como funciona o canabidiol para depressão: A depressão pode ser uma doença devastadora, isso nós sabemos. Ela afeta milhões de pessoas no mundo todo, e estima-se que um em cada seis pessoas experimentará depressão em algum momento de suas vidas. Entenda aqui como funciona o canabidiol para depressão.

Isto significa que muitas pessoas estão tomando medicamentos para seus sintomas de depressão – e como com qualquer outro tipo de medicamento, é importante saber como funciona seu tratamento.

Neste artigo, daremos uma olhada em como o canabidiol (CBD) funciona para a depressão e se você pode ou não tomar óleo de CBD para os sintomas da depressão.

Como funciona o Canabidiol (CBD) para a Depressão

Em poucas palavras o Cannabidiol (CBD) é um composto químico encontrado em plantas de maconha e cânhamo.

O CBD em si não é psicoativo, como muitas pessoas pensam, no entanto, o Canabidiol pode conectar-se aos receptores endocanabinóides do nosso organismo e ativá-los, produzindo assim efeitos similares aos causados por outros canabinóides.

O corpo também produz naturalmente seus próprios canabinóides. Estes se ligam também aos receptores canabinoides, o que levou muitos pesquisadores a acreditar que eles desempenham um papel importante na regulação tanto dos processos físicos quanto mentais, como a percepção da dor.

Estudos demonstraram que o Canabidiol pode diminuir a produção de enzimas em seu organismo responsáveis pela quebra dos endocanabinóides, o que poderia aumentar a disponibilidade de canabinóides produzidos naturalmente. Ou seja, isto poderia levar a um melhor humor e menos ansiedade.

Canabidiol e o Sistema Endocannabinoide

Vamos por partes. Até aqui nós entendemos que o canabidiol (CBD) é um composto encontrado na planta da maconha. Só para você ter uma idéia: O CBD é um dos mais de 113 canabinóides que foram identificados na planta de cannabis e é encontrado em abundância no cânhamo – uma variedade da espécie de planta Cannabis sativa.

O Sistema Endocannabinoide, por sua vez, é uma rede de receptores e compostos correspondentes que ajudam a regular as funções do nosso corpo. Ou seja, tudo que não está regular, o CBD irá atuar para regular. O sistema endocannabinoide desempenha um papel importante em numerosas funções relacionadas à saúde, incluindo padrões de apetite e sono, humor (depressão), percepção da dor, resposta à inflamação e função da memória.

Posso tomar óleo de canabidiol para depressão?

Se você está se perguntando se o óleo CBD pode ajudar na depressão, a resposta é sim.

Existem vários estudos onde o Cannabidiol foi usado para ajudar a reduzir os níveis de ansiedade e estresse, que são dois dos sintomas mais comuns da depressão.

É importante notar que o óleo de CBD não é uma cura para a depressão – ele não melhorará instantaneamente seu humor ou apagará todos os traços de tristeza ou desesperança de seu cérebro. Mas tem efeitos positivos em muitas pessoas que lutam com sua saúde mental.

É sempre importante consultar um médico experiente que prescreva canabidiol para tirar todas as suas dúvidas.

O óleo de canabidiol tem uma variedade muito grande de usos. O canabidiol é usado para aliviar dores e também inflamação, e pode ser um tratamento relaxante, super confiável, inclusive depois de um dia estressante.

Curiosamente, o canabidiol deve esta capacidade aos seus incríveis benefícios anti-inflamatórios.

E diga-se de passagem: inflamação é uma das principais causas subjacentes da depressão.

Quais os efeitos do canabidiol para Depressão?

Existem algumas maneiras pelas quais o canabidiol pode ser útil no tratamento de sintomas de depressão.

  • Estimula nossa capacidade de manter a homeostase, isso quer dizer, nosso equilíbrio;
  • Nos protege do dano oxidativo (algo muito importante para nosso organismo)
  • Aumenta a atividade de GABA no cérebro (nosso principal neurotransmissor que ajuda a reduzir a atividade dos neurônios, o que produz aquela sensação de calma e relaxamento)
  • Apoia o equilíbrio de serotonina e dopamina (esses dois você talvez já conheça bem)
Canabidiol para depressão

Como o canabidiol pode ajudar pessoas com depressão?

  • CBD é um canabinoide não-psicoativo
  • Canabidiol não é viciante
  • Canabidiol não é tóxico

A composição química do CBD é diferente de outros canabinóides como o tetrahidrocanabinol (THC), que causa o efeito psicoativo quando é consumido, ou seja, é o que “dá brisa”. Os canabinóides são encontrados dentro da planta de cânhamo e têm muitos benefícios, incluindo o alívio da dor e da ansiedade.

A CBD pode ser usada como um tratamento alternativo para a depressão porque não está associada a nenhum efeito colateral negativo ou interações medicamentosas.

Na verdade, a CBD demonstrou reduzir os sintomas da depressão aumentando a atividade da serotonina no cérebro e reduzindo a inflamação em todo o corpo.

Quais são os principais sintomas da Depressão?

Para começar, nós sabemos que o corpo humano é extremamente complexo. Veja alguns dos sinais e sintomas da depressão:

  • Tristeza diária
  • Perda de interesse em atividades que costumavam ser prazeroas
  • Perda de motivação ao longo dos dias
  • Problemas para dormir ou Insônia
  • Sensação de cansaço constante
  • Sentimentos de inutilidade ou vazio
  • Dificuldade de se concentrar em coisas importantes
  • Mudanças de apetite
  • Irritabilidade
  • Incapacidade de sentir prazer

Quais os tratamentos farmacêuticos para Depressão?

O tratamento da depressão é muito complexo e de forma geral, envolve tentar encontrar a causa daquilo.

No Brasil, o consumo de medicamentos psiquiátricos só cresce. Em 2017, por exemplo, houve um aumento de 74% no consumo de antidepressivos. O nosso país é o mais deprimido da América Latina, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Conheça alguns dos medicamentos usados para depressão:

  • Fluoxetina
  • Escitalopram
  • Mirtazapina
  • Citalopram
  • Diazepam
  • Bromazepam
  • Alprazolam
  • Lorazepam
  • Clozapina
  • Amissulprida
  • Quetiapina
  • Risperidona

Os efeitos colaterais são uma das maiores preocupações das pessoas e dos médicos. O ganho de peso, por exemplo, é uma reclamação comum. Alguns pacientes desistem assim que notam a existência deles.

Os psicólogos, por exemplo, geralmente identificam se há algum sinal de abuso na infância, dificuldades pessoais na vida do paciente, eventos que podem ter sido muito estressantes ou traumáticos, abuso de substâncias químicas ou álcool e muitas outras causas de depressão que possam estar em jogo.

Os nutricionistas por exemplo, examinarão a sua dieta e considerarão como o estilo de vida das pessoas afetadas influencia a depressão.

Por incrível que pareça, uma mudança de dieta e estilo de vida é suficiente para aliviar alguns dos sintomas de depressão. Mas não funciona para todo mundo.

Efeitos colaterais do canabidiol: descubra se o tratamento com CBD é seguro

O que dizem os pesquisadores e cientistas sobre o canabidiol para Depressão?

Fato curioso: até o momento, o maior estudo que envolve o canabidiol e a depressão não investigou o uso do medicamento no tratamento da depressão – na verdade, os pesquisadores queriam ver se a cannabis causa depressão.

O estudo envolveu mais de 45.000 participantes na Suécia. Concluiu que:

“Depois de fazer o controle para fatores de confusão e, especialmente, para marcadores de comportamento perturbado durante a infância, não houve aumento do risco de depressão futura entre usuários de maconha entre 18 e 20 anos de idade. Com o grande número de casos e o controle de fatores importantes, acreditamos que nosso estudo se soma a descobertas anteriores que apoiam a hipótese de que o consumo de cannabis não aumenta o risco de depressão”.

A declaração final diz tudo. Este estudo apoia a hipótese de que “o consumo de cannabis não aumenta o risco de depressão”.

É importante lembrar que a conexão entre inflamação e depressão só agora é considerada uma hipótese séria. Ainda há muito mais pesquisas a serem feitas nos próximos anos para confirmá-la.

Como Usar o canabidiol para a Depressão?

Então, como posso colocar o óleo de canabidiol na minha rotina de saúde para aliviar os sintomas da depressão?

A primeira coisa que você vai precisar é de uma prescrição médica dentro dos padrões da Anvisa. Para isso, você pode encontrar um médico que prescreva canabidiol.

Depois, você vai precisar obter um documento de Autorização da Anvisa, que será válido por 2 anos.

Nós podemos te ajudar nisso também, logo depois da sua consulta inicial com um médico.

No entanto, você pode ter mais informações abaixo:

Solicitar autorização para importar produtos derivados de Cannabis

A prescrição do produto (receita) emitida por profissional legalmente habilitado deve conter obrigatoriamente: nome do paciente; nome comercial do produto (não são nomes comerciais: Canabidiol, CBD, Hemp Oil, Extrato de Cannabis, óleo de CBD, Blue, Gold etc.); posologia (dose diária), data, assinatura, número do registro e conselho de classe do profissional prescritor.

Depois, você precisará comprar o medicamento. A Medicina In criou um sistema que encontra a melhor oferta do medicamento receitado pelo médico, para você pagar em reais e em até 12x sem juros, com muita facilidade e com entrega em até 20-25 dias.

IMPORTANTE: Este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida. Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.