fbpx
Casos Reais

CBD para amenizar a síndrome pós-covid já é opção em consultórios

Médica conta como usou o CBD para amenizar a síndrome pós-covid e dá dicas para melhorar a absorção da substância Nos consultórios, o CBD (Canabidiol, substância derivada da Cannabis, sem efeito psicoativo) já é ferramenta para amenizar a síndrome pós-covid. Estamos falando de sintomas como dores nas costas, falta de olfato, problemas de cognição e […]

Conteúdo escrito e revisado
Medicina In Comitê Científico, atualizado em 30 de novembro de 2021
cannabis medicinal cbd para tratamento de síndrome pós-covid

Médica conta como usou o CBD para amenizar a síndrome pós-covid e dá dicas para melhorar a absorção da substância

Nos consultórios, o CBD (Canabidiol, substância derivada da Cannabis, sem efeito psicoativo) já é ferramenta para amenizar a síndrome pós-covid. Estamos falando de sintomas como dores nas costas, falta de olfato, problemas de cognição e de locomoção, entre outros incômodos, que muitas vezes deixam os pacientes sem condições de trabalhar.

Eles são os mesmos sintomas da covid, mas permanecem no corpo, mesmo depois da doença tratada. Por isso também recebeu o nome de “covid-longa”.

Porcentagem de doentes afetados

No ano passado, a empresa privada Fair Health fez uma pesquisa com dois milhões de americanos infectados com o vírus da covid. A empresa queria medir quantos doentes sofriam da síndrome pós-covid.

Do total de entrevistados, 23% voltaram ao médico, um mês depois de diagnosticados, com as queixas acima descritas. Ou seja, eles continuavam a se sentir doentes. A geriatra Natália Cerri Vieira, de 37, se encaixa neste grupo. Ela teve covid este ano e, depois, a síndrome. Aqui, ela relata o que sentiu e como foi o tratamento com CBD.

“Sabemos que o CBD é eficiente no combate às inflamações”, diz Vieira, que não havia tomado o canabinoide até aquele momento. “Meu marido disse que ele iria ajudar nos meus sintomas, o que de fato aconteceu.”

Causas da síndrome pós-covid 

Parte dos sintomas persistem porque o organismo tem uma resposta imunológica exagerada à infecção do vírus. Ele leva ao desequilíbrio da produção de citocinas (proteínas do sistema imunológico). O limite normal dessa fabricação é sobre o que os cientistas costumam falar em “tempestade de citocinas”. Isso provoca inflamações em diversas partes do corpo.

Daí, as queixas de vários sintomas, que demoram até nove meses para passar. “Cada indivíduo tem um órgão-alvo, por isso os sintomas não são os mesmos para todos os pacientes”, conta Vieira.

Ela sentiu o corpo pesado, dores de cabeça, cansaço e teve até problemas de cognição, depois da covid. Mas se restabeleceu. “Até me recuperar, passei muito mal. Eu não conseguia nem atender aos pacientes.” Já o marido dela, que também teve covid, ficou surdo durante um tempo. “Depois a audição voltou”, conta.

Como é a ação do CBD para amenizar a pós-covid

Há estudos científicos sobre como os canabinóides conseguem regular a produção de citocinas, diminuindo as inflamações. Isso acontece em diversos contextos, de acordo com a pesquisa de revisão publicada na National Institutes of Health ‘s National Library of Medicine sobre o tratamento de inflamação e dor com CBD.

Segundo a médica, a vantagem do CBD é ser uma substância sem efeito adverso colateral. Porém, para fazer efeito, as doses precisam ser bem ajustadas de acordo com as características de cada paciente. Por isso, os doentes devem procurar sempre um médico. Ela tomou doses altas de 2 ml, duas vezes ao dia. Mas não esqueça que para usar o CBD para aliviar a síndrome pós-covid ou para qualquer outro fim é importante procurar um médico.

Dicas da médica

Vieira lembra da importância do paciente não ficar ansioso para sentir a eficácia do CBD. Pelo o que ela conta, o processo é demorado. “No meu caso, demorou um mês para começar a sentir o efeito.” Mas tem como aumentar a absorção da substância. E para isso, ela dá duas dicas.

A primeira é pingar as gotas de óleo de CBD em baixo da língua.”Deve ser o CBD full spectrum”, avisa. A segunda, adicioná-lo aos alimentos mais oleosos, pois aumenta em 20% a absorção do CBD. Ela se refere a alimentos naturalmente gordurosos, caso do abacate, e não a comidas fritas, por exemplo.

A importância de um acompanhamento especializado 

Para garantir a eficácia do tratamento para síndrome pós-covid através da cannabis medicinal, é importante contar com um acompanhamento especializado de médicos experientes. Com o Medicina In você encontra médicos com experiência  em cannabis medicinal e realizam um  acompanhamento personalizado para proporcionar qualidade de vida e bem-estar. Faça a sua consulta on-line e tire todas as suas dúvidas sobre o tratamento, benefícios e como cuidar da sua saúde.

IMPORTANTE: Este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida. Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.