fbpx
Canabidiol Parkinson

Efeitos do canabidiol em pacientes com Parkinson

Conteúdo escrito e revisado
Medicina In Comitê Científico, atualizado em 17 de novembro de 2023
canabidiol para parkinson

O canabidiol (CBD) tem agido um composto promissor no campo da medicina, especialmente no tratamento de distúrbios neurológicos como o Parkinson

O Parkinson é uma condição neurodegenerativa crônica que afeta o sistema nervoso central, causando tremores, rigidez muscular e dificuldades de movimento. Embora não exista cura para o Parkinson, alguns estudos mostram que o canabidiol pode oferecer benefícios significativos para os pacientes.

À medida que os estudos avançam, evidências preliminares sugerem que o CBD pode oferecer benefícios terapêuticos para os pacientes, proporcionando uma nova perspectiva no manejo dessa condição neurodegenerativa.

Qual o efeito do canabidiol para Parkinson?

O efeito do canabidiol para Parkinson está associado a suas propriedades neuroprotetoras e anti-inflamatórias. Pesquisas indicam que o CBD pode modular a atividade do sistema endocanabinoide, o que pode impactar positivamente a função motora e reduzir a neuroinflamação, aliviando sintomas como tremores e rigidez muscular.

Quem tem Parkinson pode tomar Canabidiol?

A decisão de incorporar o CBD ao tratamento do Parkinson deve ser tomada em conjunto com um profissional de saúde. Neurologistas e médicos especializados podem avaliar a adequação do uso do CBD com base no histórico médico do paciente, gravidade dos sintomas e interações potenciais com outros medicamentos.

Leia mais: Qual o preço do canabidiol?

Qual a dosagem do Canabidiol para Parkinson?

Não há uma dosagem padrão de CBD para Parkinson, pois ela pode variar de acordo com fatores individuais. A determinação da dosagem ideal deve ser feita sob supervisão médica, levando em consideração a resposta do paciente ao tratamento. 

A forma de apresentação do CBD, como óleo, cápsula ou vaporização, também influencia na dosagem.

Médicos que prescrevem canabidiol
Médicos que prescrevem canabidiol

Quais os efeitos colaterais do uso do Canabidiol?

O canabidiol é geralmente considerado seguro, mas alguns efeitos colaterais podem ocorrer. Entre eles, estão a sonolência, boca seca, tonturas e alterações no apetite. Monitorar e relatar quaisquer efeitos colaterais ao médico é crucial para ajustar a dosagem conforme necessário e garantir a segurança contínua do tratamento.

Leia mais sobre: Efeitos colaterais do canabidiol

Conclusão

À medida que os estudos sobre os efeitos do CBD em pacientes com Parkinson avançam, surge uma esperança renovada para o manejo dos sintomas associados a essa condição neurodegenerativa.

No entanto, é imperativo que qualquer decisão relacionada ao uso de CBD seja tomada em consulta com um médico experiente em cannabis medicinal, assegurando uma abordagem integrada e personalizada para cada paciente.

IMPORTANTE: Este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida. Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.
Posso ajudar?