fbpx
Canabidiol

CBD como Tratamento para Epilepsia: Saiba Mais

Conteúdo escrito e revisado
Medicina In Comitê Científico, atualizado em 28 de janeiro de 2024
cbd como opção de tratamento para epilepsia

O Canabidiol (CBD) tem sido cada vez mais considerado como uma opção de tratamento para a epilepsia devido aos seus potenciais benefícios. Diferente do THC, outro composto da planta da maconha, o CBD não apresenta efeitos psicoativos e, portanto, não causa sensação de “barato”.

Nesta seção, vamos explorar como o Cbd pode ser uma opção eficaz para o tratamento da epilepsia, destacando os benefícios do cbd para epilepsia e apresentando estudos científicos relevantes.

Principais Tópicos:

  • Benefícios do CBD no controle das crises convulsivas
  • Estudos científicos sobre o uso de CBD no tratamento da epilepsia
  • O que é CBD e como funciona no tratamento da epilepsia

O que é CBD e como funciona para tratar a epilepsia?

O Canabidiol (CBD), abreviação de canabidiol, é um composto presente na planta da maconha que pode ajudar no tratamento da epilepsia. Contrariamente ao THC, outro composto comum na maconha que causa alterações psicoativas, o CBD não produz esses efeitos. Isso significa que ele pode ser utilizado sem causar alterações psicológicas.

O Canabidiol (CBD) interage com o sistema endocanabinoide do corpo humano, que é responsável por regular vários processos corporais, incluindo o sono, o apetite e a dor. Ao se ligar a esses receptores no cérebro, o CBD pode ajudar a reduzir a atividade que causa as convulsões associadas à epilepsia.

Além disso, estudos têm demonstrado que o CBD tem propriedades anticonvulsivantes, reduzindo a probabilidade de ocorrência de crises convulsivas em pacientes com epilepsia. Esses estudos sugerem que o CBD pode ser uma alternativa eficaz para controlar as convulsões em pessoas que não respondem a outras formas de tratamento.

Assim, o CBD pode ser uma opção segura e viável de tratamento para a epilepsia, desde que utilizado sob a supervisão de um médico especializado.

Estudos científicos sobre o uso de CBD no tratamento da epilepsia

O uso do CBD (canabidiol) no tratamento da epilepsia tem sido objeto de estudos científicos em todo o mundo, com resultados promissores.

Um estudo realizado em 2018 com 108 participantes e publicado na revista “Epilepsy & Behavior” descobriu que o uso de CBD para o tratamento da epilepsia resultou em uma redução média de 52% nas crises convulsivas.

efeitos do cbd no tratamento da epilepsia

Outro estudo, publicado em 2017 no “New England Journal of Medicine”, acompanhou 120 crianças e adolescentes com síndrome de Dravet, uma forma rara e grave de epilepsia, durante 14 semanas. Os resultados mostraram que os pacientes que receberam CBD tiveram uma redução de 39% na frequência de crises.

Além disso, um estudo publicado em 2016 na revista “Epilepsy & Behavior” mostrou que o CBD pode ser uma alternativa eficaz de tratamento para pacientes com epilepsia que não respondem ao tratamento convencional.

Em resumo, esses estudos destacam a capacidade do CBD para reduzir a frequência e intensidade das crises convulsivas em pacientes com epilepsia, confirmando-o como uma opção promissora para o tratamento da doença.

Como o CBD pode ser utilizado como terapia complementar para epilepsia?

Embora o CBD não deva substituir o tratamento convencional para a epilepsia, ele pode ser utilizado como uma terapia complementar para melhorar os resultados em pacientes já em tratamento. O Canabidiol (CBD) pode ser combinado com outros medicamentos para ajudar a reduzir a frequência e intensidade das convulsões em pessoas com epilepsia.

É importante consultar um médico especialista para determinar a dosagem adequada e a segurança do uso de CBD, especialmente em combinação com outros medicamentos. O médico poderá ajudar a ajustar a dose e monitorar os efeitos colaterais.

Além disso, o CBD pode ser combinado com outras terapias complementares, como a terapia ocupacional e a fisioterapia, para ajudar a melhorar a qualidade de vida de pacientes com epilepsia.

É importante lembrar que cada caso é único e os resultados podem variar. No entanto, com a supervisão adequada do médico, o CBD pode ser uma opção viável de terapia complementar para pacientes com epilepsia.

cbd como terapia complementar para epilepsia

Benefícios do CBD no controle das crises convulsivas

O Canabidiol (CBD) tem sido estudado como uma opção de tratamento para a epilepsia, principalmente em casos refratários aos medicamentos convencionais. Um dos principais benefícios do CBD é sua capacidade de reduzir a frequência e intensidade das crises convulsivas em pacientes com epilepsia.

Diferente dos medicamentos anticonvulsivantes convencionais, o CBD não apresenta efeitos colaterais tão severos e pode ser utilizado em combinação com outros tratamentos para melhorar ainda mais os resultados.

Um estudo publicado pelo New England Journal of Medicine em 2017 relatou que o CBD reduziu a frequência de crises convulsivas em 39% dos participantes com Síndrome de Dravet, uma forma rara de epilepsia. Além disso, cerca de 5% dos pacientes ficaram completamente livres de crises convulsivas durante o estudo.

Outra pesquisa publicada em 2019 no The Lancet Neurology apontou que o uso de CBD resultou em até 70% de redução na frequência de crises convulsivas em pacientes com epilepsia infantil.

O controle das crises convulsivas é essencial para a qualidade de vida dos pacientes com epilepsia e o CBD pode oferecer uma opção de tratamento segura e eficaz, principalmente para aqueles que não respondem aos medicamentos convencionais.

CBD como opção de Tratamento para Epilepsia: Lista de Médicos que Prescrevem

Para encontrar médicos especialistas que prescrevem CBD como opção de tratamento para a epilepsia, pode-se utilizar a referência da Medicina In, uma plataforma de busca médica confiável e completa.

A Medicina In apresenta uma lista de médicos que prescrevem o canabidiol (CBD) como opção complementar de tratamento para a epilepsia.

É importante lembrar que o uso do CBD deve ser prescrito por um médico especialista e em conjunto com outros tratamentos convencionais para a epilepsia.

Além disso, é essencial que o paciente siga as orientações médicas e adquira produtos de qualidade e procedência segura para garantir os benefícios do CBD no controle das crises convulsivas.

Potencialidades do CBD no tratamento da epilepsia infantil

O uso do canabidiol (CBD) tem se mostrado uma opção promissora no tratamento da epilepsia infantil. O Canabidiol (CBD) é um dos compostos encontrados na planta da maconha e, ao contrário do THC, não provoca efeitos psicoativos.

Estudos recentes revelam que o CBD pode ajudar na redução da frequência de crises epilepticas em crianças com epilepsia refratária, aquelas que não respondem adequadamente aos tratamentos convencionais. Além disso, o CBD pode melhorar a qualidade de vida das crianças, reduzindo o impacto negativo da epilepsia em seu desenvolvimento físico, cognitivo e emocional.

Os efeitos do CBD no controle das crises convulsivas parecem estar relacionados às propriedades anticonvulsivantes da substância. O Canabidiol (CBD) age no sistema endocanabinoide do corpo humano, regulando a atividade neuronal e reduzindo a hiperexcitabilidade que desencadeia as crises epilépticas.

Embora ainda haja muitas incertezas sobre o uso do CBD em crianças, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) autoriza a prescrição do medicamento para tratamento da epilepsia refratária em crianças e adolescentes com menos de 18 anos de idade.

“O uso do CBD como terapia complementar pode fazer toda a diferença na qualidade de vida das crianças com epilepsia. Os estudos e relatos de casos indicam que o CBD tem um papel importante no controle das crises e no alívio dos sintomas associados à epilepsia”, diz o neurologista pediátrico do Hospital Infantil Sabará, Dr. Lucas Zambon.

Segundo a Medicina In, plataforma de telemedicina que conecta pacientes a médicos especialistas, é fundamental que o tratamento com CBD seja acompanhado por um médico experiente no assunto. Para encontrar um neurologista pediátrico que possa ajudar no tratamento da epilepsia infantil com CBD, a Medicina In oferece uma lista atualizada de médicos prescritores em todo o país. Acesse a plataforma e encontre o médico mais próximo de você.

Conclusão

Ao longo deste artigo, exploramos o uso do CBD como uma opção de tratamento para a epilepsia. Discutimos como o CBD funciona para ajudar no controle das convulsões, revisamos estudos científicos relevantes, destacamos seus benefícios no tratamento da epilepsia e explicamos como ele pode ser utilizado como uma terapia complementar.

É importante ressaltar que o CBD tem mostrado eficácia no tratamento da epilepsia e pode ter um impacto positivo na vida dos pacientes. Aqueles que sofrem com essa condição devem considerar o uso do CBD como uma opção de tratamento e discutir com seu médico a possibilidade de incluí-lo em seu plano terapêutico.

Com base nos estudos científicos revisados e nos benefícios observados no controle das convulsões, o CBD pode ser uma alternativa eficaz para o tratamento da epilepsia. Portanto, reforçamos a importância de considerar o CBD como uma opção de tratamento para aqueles que vivem com epilepsia.

IMPORTANTE: Este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida. Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.
Posso ajudar?