fbpx
Autismo

Canabidiol para Autismo: Benefícios e efeitos colaterais

Pesquisadores do Centro Médico da Universidade Soroka, da Universidade Hebraica de Jerusalém, Israel, estudaram a segurança e a eficácia do tratamento à base de canabidiol para Autismo. 188 pessoas com TEA foram analisadas por meio do tratamento à base de canabidiol para Autismo entre 2015 e 2017. Conforme questionários aplicados e avaliações realizadas antes do […]

Conteúdo escrito e revisado
Medicina In Comitê Científico, atualizado em 28 de novembro de 2022
Canabidiol para Autismo

Pesquisadores do Centro Médico da Universidade Soroka, da Universidade Hebraica de Jerusalém, Israel, estudaram a segurança e a eficácia do tratamento à base de canabidiol para Autismo.

188 pessoas com TEA foram analisadas por meio do tratamento à base de canabidiol para Autismo entre 2015 e 2017.

Conforme questionários aplicados e avaliações realizadas antes do início do tratamento à base de canabidiol para Autismo, os sintomas mais comuns relatados pelos pacientes foram

  • Inquietação (90,4%);
  • Ataques de raiva (79,8%);
  • Agitação (78,7%);
  • Problemas de sono (60,1%);
  • Deficiência de fala (60,1).

Durante a maior parte do tratamento à base de canabidiol para Autismo, os pacientes usaram óleo de Cannabis Sativa, cuja composição era formada por 30% de CBD e 1,5% de THC. A aplicação do medicamento era realizada três vezes por dia.


Após seis meses do início da pesquisa, 155 pacientes ainda estavam em meio ao tratamento à base de canabidiol para Autismo. Entre os participantes, 93 deles passaram por avaliação global, cujos resultados apontaram os seguintes dados:

  • 30% dos pacientes (28 voluntários) apresentaram melhora significativa nos sintomas;
  • 53,7% dos pacientes (50 voluntários) relataram melhora moderada nos sintomas;
  • 6,64% dos pacientes (6 voluntários) afirmaram ter apresentado melhora leve nos sintomas;
  • 8,6% dos pacientes (8 voluntários) relataram não ter percebido qualquer mudança nos sintomas.

Os autores do estudo concluíram que o tratamento à base de canabidiol para Autismo parece ser uma opção bem tolerável, segura e eficaz para o alívio dos sintomas, principalmente os comportamentos não essenciais relacionados ao TEA.

Leia mais: Cannabis medicinal e o mundo particular do autismo

Quais os benefícios do canabidiol para Autismo?

O artigo mencionado no tópico anterior foi citado no artigo “Transtorno do Espectro Autista e Cannabis Medicinal: Revisão e Experiência Clínica”, dos pesquisadores Mojdeh Mostafavi e John Gaitanis, publicado em outubro de 2020 na revista científica “Seminars in Pediatric Neurology”.

Este estudo avaliou dados pré-clínicos e clínicos relacionados ao tratamento no processo de melhora de sintomas centrais, não centrais e comorbidades associadas a este transtorno.


Com base nos dados coletados ao longo do estudo, os pesquisadores concluíram que o tratamento à base de canabidiol para Autismo, por meio do uso do óleo de CBD, apresenta potencial para benefício terapêutico e que costuma ser bem tolerado pelos pacientes.


Pesquisa realizada pelo Departamento de Neurologia Pediátrica da Escola de Medicina Çukurova, em Bacali, Turquia, estudou os efeitos do tratamento à base de canabidiol para Autismo.


Os dados revelaram que houve redução dos problemas comportamentais em 10 pacientes (32,2%), aumento da linguagem expressiva em 7 pacientes (22,5%), melhora da cognição em 4 pacientes (12,9%), aumento da interação social em 3 pacientes (9,6%) e estereotipias diminuídas em 1 paciente (3,2%).

Os pais dos pacientes relataram que houve melhora na cognição dos pacientes que seguiram o tratamento à base de canabidiol para Autismo por mais de dois anos.


Por isso, os pesquisadores puderam concluir que o tratamento à base de canabidiol para Autismo demonstra potencial promissor na resolução de problemas comportamentais associados ao transtorno.
Além disso, o tratamento à base de canabidiol para Autismo pode trazer benefícios de forma eficaz durante o gerenciamento do sintomas centrais e da função cognitiva.

Canabidiol para Autismo

Quais os efeitos colaterais?

O artigo “Uso de cannabis e canabinoide no Transtorno do Espectro do Autismo: uma revisão sistemática”, produzida por um grupo de pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), e publicada este ano pela revista científica “Trends Psychiatry Psychotherapy”, traz um estudo sobre o tratamento à base de canabidiol para Autismo.

Eles se dedicaram a revisar os efeitos clínicos que o tratamento à base de canabidiol para Autismo e, assim, apresentar seus resultados.

O grupo de pesquisadores concluir que o tratamento à base de canabidiol para Autismo pode ter efeitos promissores no processo de melhora dos sintomas relacionados ao transtorno.

Conforme a publicação, as evidências indicam que o tratamento à base de canabidiol não só podem aliviar os sintomas, mas também trazer benefícios terapêuticos para os pacientes.

Entre estes, pode-se apontar que o tratamento à base de canabidiol para Autismo gera melhorias em sintomas como Convulsões, Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade, Distúrbios do Sono e Déficits de Comunicação e Interação Social.

As pesquisas realizadas até o momento mostraram que o efeitos colaterais apresentados pelo tratamento à base de canabidiol para Autismo são poucos e, quando ocorrem, geralmente são leves e moderados e transitórios.

A importância de um acompanhamento especializado

Para garantir a eficácia do tratamento para autismo através da cannabis medicinal, é importante contar com um acompanhamento especializado de médicos experientes.

Com o Medicina In você encontra médicos com experiência em cannabis e realizam um acompanhamento personalizado para proporcionar qualidade de vida e bem-estar.

Faça a sua consulta on-line e tire todas as suas dúvidas sobre o tratamento, benefícios e como cuidar da sua saúde.

IMPORTANTE: Este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida. Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.